Carlos Jesus Ribeiro nasceu em Salvador - Bahia, em 19 de agosto de 1958. Jornalista, ficcionista e doutor em literatura pela Universidade Federal da Bahia, é autor dos livros Já vai Longe o Tempo das Baleias, O Homem e o Labirinto, O Chamado da Noite, O Visitante Noturno, Caçador de Ventos e Melancolias: um estudo da lírica nas crônicas de Rubem Braga, Abismo, Lunaris, À luz das narrativas: escritos sobre obras e autores, Contos de sexta-feira, Fazedores de Tempestade e Um século de jornalismo na Bahia – 1912/2012. Participa das antologias e coletâneas Oitenta, Geração 90: Manuscritos de computador, Chico Buarque do Brasil, Antologia de contos e crônicas de autores baianos contemporâneos, Contos cruéis, Antologia panorâmica do conto baiano - século XX, Quartas histórias, Capitu mandou flores: Contos para Machado de Assis nos cem anos de sua morte, Travessias singulares: pais e filhos e O olhar de Castro Alves: ensaios críticos de literatura baiana. Tem trabalhos publicados em suplementos culturais e revistas literárias, a exemplo de A Tarde Cultural, Revista da Academia de Letras da Bahia, Revista da Bahia, Exu, Qvinto Império e Rascunho. Em 1988 venceu o concurso de contos promovido pela Academia de Letras da Bahia e, desde 1998, co-edita a revista de arte, crítica e literatura Iararana. Dedicou-se durante muitos anos à divulgação científica, tendo participado de expedições à Antártida, Amazonas e diversas reservas naturais brasileiras. Trabalhou como assessor do Museu de Ciência e Tecnologia da Bahia e no Projeto História Oral dos Bairros de Salvador (ambos pela Fundação Cultural do Estado da Bahia) e como repórter do jornal A Tarde. É membro da Academia de Letras da Bahia e professor do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - UFRB/Cachoeira..